[FILMES] CINEMA: Conheça os 5 principais lançamentos de Abril/2017!

d8b9d13086fd78d162a7f0a7e664472f

Você pode não ter percebido, mas entramos na última semana de Março e com ela, o planejamento para Abril se inicia. Cinéfilos como eu já ficam de olho no que o universo da telona reserva para o quarto mês de 2017. Como todo mês, tem muitas estreias agendadas mas decidi separar os 5 blockbusters que prometem encher os cinemas de todo o país. E tem de tudo: romance, desenho, ação…

Confira a a seguir os principais lançamentos de Abril/ 2017:

A CABANA

Baseado no best-seller de maior sucesso dos últimos tempos, acompanharemos a jornada de Mack Allen Phillips (Sam Worthington), que tem a filha mais nova de desaparecida durante uma viagem em família e, tristemente, encontra evidências de que a menina foi brutalmente assassinada numa cabana abandonada. Após quatro anos vivendo em profunda tristeza, Mack recebe um bilhete misterioso, aparentemente escrito por Deus, convidando-o a retornar à cabana onde aconteceu a tragédia. Não li o livro mas todos falam que essa história é animal! se você está tão curioso quanto eu, anota aí: você está convidado para adentrar à Cabana a partir do dia 06 de Abril.

OS SMURFS E A VILA PERDIDA

A nova aventura dos seres azuis acontece na Vila dos Smurfs, quando Smurfette e os amigos Gênio, Desastrado e Robusto partem atrás de novas aventura rumo a uma tal de Vila Perdida. Mas para isso, terão de passar pela Floresta Proibida, que abriga seus perigos- um deles, o desastrado Gargamel. Dublado por Julia Roberts com música tema cantada por Meghan Trainor, os filhos do Papai Smurf entram em cartaz dia 06.

VELOZES E FURIOSOS 8

O oitavo filme da franquia mais turbinada do cinema traz o, já icônico, Dom Toretto (Vin Diesel) e sua equipe arrepiando as pistas como de costume, naquelas máquina tunadas até a gasosa até a chegada da misteriosa Cipher (Charlize Theron) mexer com Dom a ponto de convencê-lo a voltar a vida de fora da lei. Agora, o time precisa acertar as contas com Dom enquanto tenta descobrir os motivos reais dele ter traído a confiança de sua família. Com um elenco de peso (Vin Diesel, Michelle Rodriguez, Jason Statham, The Rock e a “Furiosa” Charlize Theron), o novo longa da franquia “entra na corrida” pelo topo das bilheterias a partir do dia 13.

PAIXÃO OBSSESSIVA

Este drama conta a história de Tessa Connover (Katherine Heigl) conformada com o fim de seu matrimônio e menos ainda com o fato do ex-marido estar prestes a se casar novamente. Ela passa a ficar obcecada em acabar com a tranquilidade dos dois, transformando suas vidas num inferno. O elenco traz Rosario Dawson, George Stults e a eterna Izzie Stevens de “Grey’s Anatomy” e estreia dia 20.

GUARDIÕES DA GALÁXIA VOL. 2

A trupe formada por Peter Quill (Chris Pratt), Gamora (Zoe Saldana), Rocket Racoon (voz de Bradley Cooper), Baby Groot (voz de Vin Diesel) e Drax (Dave Bautista) voltam para uma nova aventura intergalática após provarem que, apesar das desavenças, formam uma equipe e tanto (parceria reforçada pela bilheteria arrecadada pelo primeiro longa da franquia). nesta nova aventura, Quill descobre segredos sobre a identidade de seu pai e na busca por ele, inimigos acabam se tornando aliados enquanto o público promete ser presentado por uma trilha sonora tão “classuda” quanto a do primeiro filme. Fechando Abril com chave de ouro, “Guardiões 2” aterriza na telona dia 27.

Anúncios

[MUSICA] Grammy 2017 :: Altos e baixos

grammy-2017-1170x480

A maior festa da música aconteceu este domingo (13) e veio abastecida da elite POP que movimento o cenário musical a cerca de uma década. Começo essa matéria garantindo que não sou o maior entendedor musical que você encontrará por aí, mas ainda assim quero imprimir minha opinião sobre o que assisti na premiação de 2017 e arriscar o que (acredito) será lembrado nos recaps de edições futuras. LÉSGOU!

TWENTY ONE PILOTS

twenty-one-pilots-inline-74f39b02-c964-417d-bf91-f40f57a62301

ALTO: Indicados pela primeira vez, o duo abocanhou 2 prêmios e subiu ao palco para receber o  troféu de “Melhor Duo ou Grupo” sem as calças!  Além de terem um som animal, com certeza entraram pra história da premiação pela atitude e pelo discurso, no qual afirmaram que a calça no chão funcionava como uma espécie de “pagamento de promessa” feita no ano anterior, quando assistiam ao Grammy em casa e falaram que se ganhassem esse prêmio alguma vez, receberiam exatamente como naquela noite: de cueca. No mínimo, inusitado.

DAVID BOWIE

grammyshow1302zp

ALTO: Desmerecer o álbum “Black Star” é um crime que a premiação não era nem doida de fazer; o reconhecimento veio e coroou (mais ainda) Bowie com 4 gramofones póstumos.

BAIXO: As premiações tem o péssimo hábito de valorizar muitos artistas só depois que eles morrem. A grande válvula pra alguém ser feliz é reconhecimento e, entregar esse tipo de valorização depois acrescenta O QUE pra aquele(a) nego(a)? São muitos os casos de artistas sabatinados durante os últimos atos de sua carreira (Amy Winehouse, Whitney Houston, George Michael, Prince, Michael Jackson, etc) que, depois de bater as botas, viram heróis instantâneos. Torço por uma mudança de mentalidade.

BRUNO MARS

h1kf3hrdx_930x525

ALTO: Que presença de palco esse cara tem! Ao performar o novo single “That’s What I Like”, ele mostrou que tava lá pra (se) divertir enquanto exibia um alcance vocal com o selo Mars de qualidade. Não satisfeito, ele voltou aos holofotes da premiação para tocar o melhor tributo ao Prince que eu assisti desde a morte do performer. E fica aqui um pedido de quem gostou muito de seu último álbum, “24K Magic”: espero “Versace On The Floor” como single (pra ontem)!

KATY PERRY

katy-perry-apresentac3a7c3a3o-grammy-2017-e1486955699506

ALTO: Loira, a doceira do universo POP chegou militante ao apresentar oficialmente o single “Chained To The Rythm”, carro chefe de seu novo álbum (ainda sem título definido). Com uma apresentação que fez clara alusão ao muro que presidente Trump pretende criar na fronteira com o México, a canção veio como crítica ao momento político atual e, apesar de interessante, parece ter saído da campanha política que a cantora fez para a então candidata Hilary Clinton. De qualquer forma, confesso que buguei quando percebi que os o muro “crescendo e caindo” não era eletrônico, mas movimentado por bailarinos. Foi animal!

KEITH URBAN E CARRIE UNDERWOOD

keith-urban-and-carrie-underwood-grammys-show-2017-billboard-1548

BAIXO: Ao lançar o inexpressível dueto “The Fighter”, Keith atribuiu Carrie a função de quase “segunda voz” quando ela, que é dona da porra toda, nem deveria ter topado entrar numa furada dessas… Tinha tudo pra ser um dueto tão bom quanto “Remind Me” (com o top Brad Paisley) se ela não parecesse “escada” pra ele, que não aproveitou a oportunidade em momento algum. É um daqueles lançamentos com cara de flop, amigos.

TRIBUTO AOS BEE GEES

gettyimages-634998488-1486957088-640x427

ALTO: Ao misturar cantores POP e Country, o pout-pourri arriscado deu muito certo! Iniciado por Demi Lovato, a homenagem percorreu os principais sucessos do trio de outrora enquanto animava a platéia instantaneamente (afinal, quem não gosta da trilha dos “Embalos de Sábado a Noite”?).

BAIXO: Apesar de uma versão excelente pra “How Deep Is Your Love”, o quarteto Little Big Town pareceu destoar do outros performers solos. Que eles são competentes, todo mundo sabe mas… a inclusão deles foi necessária mesmo? Poderiam perfeitamente ter acrescentado a Beyoncé pra cantar “Emotions”, sucesso dos caras que ela gravou em seus tempos de Destiny’s Child.

CHANCE THE RAPPER

rs-chance-the-rapper-1371a2ec-2ede-491c-9a8f-0d0487bf493d

ALTO: Confesso que não conhecia o cara (hip hop não é meu forte), mas entendi que ele foi consagrado nesse segmento da premiação e com certeza, endosso a mensagem que ele passou durante sua apresentação musical. De novo referenciando o muro de Trump, as pessoas das mais distintas etnias e naturalidades que atravessaram o muro destruído nessa apresentação respondem pelo marco que essa apresentação já é para a história do Grammy.

THE WEEKND

the-weeknd-daft-punk-grammy-2017-e1486949802941

BAIXO: Como que alguém, com o Daft Punk no palco, tem a capacidade de estragar uma apresentação? O Seleno. De cima do iceberg do Titanic, o The Weeknd apresentou um número chato e sem ritmo que passou completamente despercebido diante dos outros apresentados naquela noite. Poderia, definitivamente, ter sido melhor…

LADY GAGA

grammy-2017-gaga0metallica

ALTO: E num é que ela manda bem no metal também? Até agora, 2017 foi dela.

BAIXO: Porra, o microfone do James não funcionar foi o golpe do Grammy…! Nem sei quanto tempo faz que o Metallica não pisa no palco da premiação e, quando pisa, o microfone do cara tá desligado?? Foi um tremendo vacilo, ele ficou desconcertado na hora e aquela bica que ele deu no final da apresentação foi por toda audiência que também ficou puta com E pelo cara!

BEYONCÉ

img-1041894-grammy-2017

ALTO: Indiscutivelmente, foi a apresentação da noite. Uma das artistas mais competentes da nossa geração, a mãe da Blu Ivy recriou uma Santa Ceia feminina, tombou a cadeira em cima da mesa (se aquela cadeira cai, o mundo pára), se misturou diversas vezes ao telão enquanto vestia uma fantasia “meio Iemanjá com ouro” (honestamente, eu não entendi); se locomoveu no palco com a propriedade e habitual e provou que não precisa pular igual uma desvairada pra chamar a atenção da audiência. Apesar de levar só 2 dois 5 prêmios que concorreu, Beyoncé foi lembrada até nos agradecimentos dos prêmios em que perdeu! de qualquer forma, o álbum “Lemonade” recebeu destaque mas não foi ovacionado como a massa arriscou que seria. Li hoje que a Academia foi acusada de racismo por não premiar a arte da mulher de Jay-Z: Gente, qual é? Não sei se o preconceito racial rolou mesmo, mas o álbum e artista que tirou os gramofones da mão de Beyoncé foi o fenômeno Adele! Ambas são fodas e merecem (até aqui) a visibilidade e reconhecimento por público e crítica que receberam com o passar dos anos. Não sei se o caminho é levantar a bandeira do racismo sempre que um artista, por coincidência negro, não receber o mérito que as pessoas esperam. Eu, por exemplo, torci para as duas na maioria das categorias mas gostei mais do “25”, consciente da obra de arte que a limonada da Beyoncé foi. Questão de gosto; e, em 2017, a Academia “gostou mais” da proposta da britânica que da norte-americana.

BAIXO: Minha única crítica se dá pelo repertório escolhido. A apresentação foi a mais foda da noite mas as músicas foram boring. Dava perfeitamente pra substituir uma daquelas canções por “All Night”.

ADELE

adele_caras_2

ALTO: Grande vencedora da noite, Adele coroou seu “25” com as 5 principais estatuetas da premiação. Não me espantei porque acho o álbum sensacional e ele é um dos meus favoritos nos últimos tempos. Nenhum dos 3 singles lançados floparam e, os mesmo, tiveram um desempenho acima da média globo afora. O foco aqui vai pro lead-single “Hello”, que trouxe a britânica de volta ao jogo: Ela abriu a premiação com ele e depois voltou para uma homenagem póstuma a George Michael. Nela, ela desafinou pelo segundo ano seguido e, diferente da primeira vez, parou a apresentação, se desculpou e pediu para recomeçar pq o cantor não merecia uma homenagem que não fosse 100%. Que mulézão da porra! E que homenagem! Ela estava nervosa pelo vacilo e chorou de raiva depois mas, não teve erro: Adele é uma das artistas mais capacitadas da história da música. Ao subir para receber seus prêmios, teve de tudo: agradecimento ao marido (ninguém sabia que eles tinham casado), corte ao agradecimento de seu produtor-compositor (depois arrumado quando ela subiu para receber um novo prêmio) e talvez uma das coisas mais singelas que já vi em cerca de 20 anos de premiação: ela enalteceu um candidato que perdeu. Não 1, mas 2 vezes! Você conseguia ouvir verdade na declaração dela pra Beyoncé ao afirmar o quanto ela é fã da cantora e como o “Lemonade” já é importante pra história da música, levando a performer as lágrimas. A Adele é única e tem duas das características mais incomuns no mundo do show bizz: humildade e uma dose de realidade tão intensa que, por alguns momentos, conseguimos até pensar que ela “é gente como a gente”.

[SERIES] GREY’S ANATOMY :: Novidades sobre a 13ª temporada do show!

Greys_Anatomy_Season_12

O que será a Shonda preparou para o retorno do drama médico? [CONTÉM SPOILERS]

Muito tempo se passou desde o final da 12ª temporada e a cada dia estamos mais próximos de descobrir como as histórias de Meredith e sua trupe se desenvolveram/desenvolverão dali em diante. Recapitulada rápida da última season finale: Owen e Amelia casaram; April deu a luz ao filho de Jackson num parto realizado por Ben; Stephanie sofre a perda do recente namorado roqueiro; Karev flagra o ex da Maggie acidentalmente em cima de Jo bêbada, após a mesma revelar ainda ser casada; Arizona libera a guarda de Sophia para Callie, liberando assim que a ortopedista voe para NY ao encontro da atual namorada, Peggy (assim, abandonando o show); Meredith percebe a saia-justa iminente ao perceber que Maggie está afim do Dr. Nathan, que ela pegou. Faltou alguma coisa? Acho que, no geral, tá tudo aí… Algumas notícias saíram online sobre a próxima temporada e decidi reunir ela todas aqui para que os fãs do show (assim como eu) não precisem mais “peneirar” a net atrás de alguma coisa interessante sobre os médicos de Seattle. LET THE SPOILER BEGIN!

◙ O Justin Chambers (Karev) publicou no Twitter que a mesa de leitura dos primeiros capítulos da nova temporada acontecem entre 25 e 29 de Julho e as filmagens já iniciam em 1 de Agosto, como você confere abaixo:

◙ Apesar de rolar uma petição online pedindo a demissão de Jesse Williams (Avery) do show devido ao seu discurso no BET Awards 2016, Shonda Rhimes já se pronunciou que o cara continua no show. Em tempo: Jesse foi homenageado na premiação negra e é acusado na petição de causar “racismo contra pessoas brancas” durante seu pronunciamento no evento. É mole? Ainda sobre Willians: vocês lembram  de alguma vez no show ter ouvido falar sobre o pai de Avery? Tudo o que se sabe é que ele abandonou a mulher e o filho por não aguentar o peso do sobrenome da esposa, porém as coisas podem mudar ao descobrir que virou avô e provavelmente dê uma passada em Seattle para visitar o neto. Com a Catherine com Richard, podem esperar drama chegando aí! E sobre seu arco amoroso, quando perguntado pelo TV Line sobre as chances de reconciliação entre seu personagem e April, essa foi a resposta do ator:

“Há sempre uma chance respondeu o ator. “Isso acontece no dia-a-dia de Jackson e April. Eles podem ter uma conversa educada e adulta e em seguida baterem boca, porque é assim na vida real. Eles carregam suas frustrações e rancores”. Ao mesmo tempo, a atração que sentem não diminui. Assim, eles podem brigar e fazer amor na mesma cena, diz o ator, rindo. “É uma relação muito apaixonada com um passado importante. Se há um futuro para essa relação, ainda é teremos muitos pontos de interrogação.”

◙ Maggie deve pedir colo para seus pais adotivos, ao descobrir sobre o envolvimento Grey e Riggs (Cadê o Richard!?). Pelo Twitter, um seguidor perguntou a atriz se, ao descobrir que sua irmã dormiu com o cara que ela gosta, Maggie ficará com raiva de Alex pelo incentivo à Meredith sobre correr atrás de Nathan Riggs. Kelly McCreary respondeu que é possível rolar um desconforto SIM, e completou:

“Olha, esta é uma situação muito, muito sensível, mais do que tudo pois o ego de Maggie estará ferido. Quaisquer que sejam as pessoas envolvidas, fará com que Maggie se afaste deles por um tempo.”

◙ Ainda sobre este envolvimento, uma possível bomba cairá no Grey Sloan Hospital com a chegada de ninguém mais, ninguém menos que… MEGAN HUNT RIGGS! Calma, não virou uma resenha de “The Walking Dead”! Lembra a mulher de Nathan, irmã de Owen, que subiu num avião e sumiu no mapa? Ela foi dada como morta, porém nunca encontraram o corpo, lembra? Tá aí o porque. Como será que o irmão e o marido(?) receberão “a volta da que não foi”? E a Meredith, será que vai reviver aquele clima INCRÍVEL de quando conheceu a Addison Montgomery (Na época, ainda mulher do Derek)? É aguardar pra ver, mas acho que ela devia pular fora que esse navio é Titanic…;

◙ O relacionamento de Karev e Jo está mais ameaçado do que nunca: Na 9ª temporada, Jo menciona pela primeira vez que teve um relacionamento abusivo no passado. Como se constata, já existia um plano para introduzir seu marido desde a sua aparição como personagem recorrente. A atriz ainda entrega um pouco mais sobre o personagem que promete mexer neste arco amoroso:

“Seu marido é super carismático e todos o amavam. Ao mesmo tempo, ele era extremamente perigoso”

Particularmente, o arco que mais tenho curiosidade é da Arizona sem a Callie ao redor (sabe o término que você não supera? Nenhuma delas terminou comigo mas ainda ouço “Chasing Cars” exorcisando essa separação SIM). Infelizmente, nenhuma novidade sobre o casal mais shipado de todos os tempo subiu a superfície até agora. E a quem tem certeza que Sara Ramirez voltará ao show, um pedido: PARA. Sem chance. Se ela voltar, EU MESMO VOU LÁ BUSCAR A PORRA DA IZZIE!

A 13ª temporada de “Grey’s Anatomy” será exibida 22 de Setembro de 2016 pela ABC.

[MUSICA] ROLLING STONES :: MICK JAGGER será pai novamente aos 72 anos!

Rapaz, é “satisfaction”que não acaba mais…

Essa ninguém esperava: Mick Jagger será pai novamente! Segundo o tabloide The Sun, o vocalista dos Rolling Stones espera seu oitavo filho, este com Melanie Hamrick, a atual namorada de 29 anos. A bailarina já está no terceiro mês de gestação deste que será seu primeiro filho.

Curioso lembrar que o maior pé frio (futebolisticamente falando, ao menos) da história se tornou bisavô de uma menina dois anos atrás, de sua filha Assisi Jackson.

Os Rolling Stones atualmente estão em turnê pelo Canadá.

[MUSICA] KATY PERRY :: Confira a nova canção “Rise”!

katy-perry-rise

A madrugada deste 15 de Julho começou animada no mundo POP: após Britney Spears anunciar o lançamento de seu novo single “Make Me” (clique aqui para ouvir), os fãs montaram guarda no Twitter. Porém o que ninguém esperava é que outra cantora planejava o mesmo, só que de surpresa… Pois foi o que aconteceu: Ao bater meia-noite, Spears cumpriu o prometido enquanto Katy Perry surpreendia o público ao lançar o single “Rise“, sem mais nem menos! Especulou-se nas primeiras horas da madrugada que se tratava do single de um novo álbum, informação depois corrigida ao afirmarem que a faixa se trata do tema oficial das Olimpíadas no Rio de Janeiro. Com isso, fica praticamente certa a presença de Perry no Brasil para o encerramento do evento.

Agora chega de papo: Clique na capa do single aí em cima e confira o novo som de Katy Perry, “Rise”!

Em tempo: o clipe acabou de sair! Confira abaixo:

 

[MUSICA] BRITNEY SPEARS :: Confira o novo single “Make Me Ooh”!

Britney_MakeMe

Britney is back, bitch!

Conforme prometido, a cantora Britney Spears disponibilizou seu novo single “Make Me Ooh” para venda no iTunes. O single estará no novo álbum da cantora, previsto para chegar ao público até o fim de 2016.

Clique na capa oficial do novo trabalho de Spears aí em cima e ouça sua nova canção, que foi direto para 1º no iTunes dos EUA, México, Colombia, Argentina, Tailândia, Brasil, Vietnã e Chile em menos 2 horas de lançamento!

[SERIES] THE WALKING DEAD :: Divulgado pôster de painel da Comic-Con!

Ah Lucille… =[

Fãs de The Walking Dead, preparem-se: Enquanto aguardamos anciosamente para descobrir o destino de qual de nossos personagens preferidos irá de encontro com Lucille, o canal AMC (responsável pela exibição oficial do show) divulgou através do site Entertaiment Weekly o pôster que será usado na Comic-Con de San Diego em 22 de Julho, evento o qual contará com a presença de Andrew Lincoln, Norman Reedus, Steven Yeun, Lauren Cohan, Danai Gurira, Chandler Riggs, Michael Cudlitz, Sonequa Martin-Green, Christian Serratos, Ross Marquand, Josh McDermitt e, claro, o responsável por dar vida ao vilão Negan, Jeffrey Dean Morgan. O elenco comentará os novos rumos do show ao reter o máximo de informações possíveis que estraguem eventuais surpresas.

Sem entregar muito, você confere abaixo a arte mostra o último momento de tensão assistido ao final da 6ª temporada do seriado sobre o apocalipse zumbi:

the-walking-dead-season-7-rick-lincoln-michonne-gurira-cci-key-art-1200-poster-2

Clique na imagem para ampliar

Tenso, né… Assim, finalizo com uma pergunta: Falta muito para Outubro? Essa sétima temporada promete! A série The Walking Dead será exibida pelo canal FOX, em tempo real com a exibição norte-americana.

[MUSICA] “LADY ANTEBELLUM”:: Assista “Lonely Girl”, novo video solo de Charles Kelley!

Charles_Kelley_Lonely_Girl_Lady_Antebellum_Clip_Video

Existe vida além do Lady Antebellum SIM!

Novidade para os fãs de Charles Kelley: O vocalista de um dos trios country mais bem sucedido dos últimos tempos, que alçou voos ainda maiores em 2015 com o lançamento de seu primeiro álbum solo (“The Driver“), acaba de lançar o videoclipe para seu terceiro single, “Lonely Girl“. Vale lembrar que o abre-alas, que também leva o nome do álbum, foi indicado ao Grammy de 2016 na categoria “Melhor Duo Country”. Aparentemente, Kelley tem acertado a mão e a seguir você confere seu novo clip:

[MUSICA] Conheça a música inédita de CHRISTINA AGUILERA, “Change”!

Christina Aguilera - Change

“Waiting for a the day when you can be you and I can be me”

Após 4 anos sem material próprio inédito, a cantora Christina Aguilera surpreendeu o público e a crítica na manhã desta sexta (17) ao divulgar a faixa “Change“. Mas se você imagina que é o single que abrirá os trabalhos do novo álbum, pense de novo: a balada, de forte apelo emocional, é uma homenagem para as vítimas do atentado na boate LGBT Pulse, em Orlando. E para pontuar ainda mais a boa ação, toda a renda da canção será revertida para as famílias que perderam entes queridos na fatalidade.

Ouça “Change” clicando no video e acompanhe a tradução logo abaixo:

“Quanto eu era jovem eu olhava no espelho,
Não sabia ali, mas agora não poderia ser mais claro
Eu lembro de estar repleta de felicidade
Antes de aprender que o mundo poderia ser bem duro

Quem você ama ou a cor da sua pele
Ou o lugar em que você nasceu e cresceu
Não deve definir como você vai ser tratado
Porque nós somos todos iguais quando respiramos

Para todas as almas bravas que vieram antes de nós
Se mantenha em pé e, com orgulho, levantem suas vozes
Deixem eles saberem que você são e quais são suas escolhas
E um dia não teremos que cantar este refrão

Esperando por uma mudança que nos liberte
Esperando pelo dia que você poderá ser você e eu poderei ser eu
Esperando a esperança estar por perto
Esperando pelo dia que o ódio irá se perder e o amor será encontrado”

O novo álbum de Christina Aguilera não tem data certa de lançamento, porém sites especializados no segmento preveem que até o Natal os fãs curtirão material novo da jurada do “The Voice“.

[SERIES] EMMY 2016 :: Conheça os indicados (e minhas apostas) para o Oscar da TV!

Ah, o Emmy… ❤

Oi, meu nome é Diego (Oi Diego…) e sou maluco por premiações. Quem me conhece bem, sabe que evito marcar todo e qualquer tipo de compromisso que coincida com VMA ou que me faça perder os primeiros minutos do show de abertura do Grammy. Podia ser ladrão, podia ser ladrão mas NÃO: sou viciado em premiações. Como procuro sempre ficar por dentro do mundo do entretenimento, conheço de tudo um pouco (“dois pouco”, as vezes rs) e por isso meto o bedelho ao opinar os vencedores em cada show de estatueta.

Dito isso, hoje quero contar quais são minhas principais apostas/torcidas para a principal premiação da televisão norte-americana: o Emmy Awards (Aproveito para te convidar a comentar no fim da página quem você quer que leve estatueta nesta premiação de 2016). Funciona assim: Marco em negrito minha aposta e justifico abaixo da categoria, ok? Ok! Agora que está tudo explicado, vamos nessa:

MELHOR SÉRIE DRAMÁTICA
“Better Call Saul”
“Downton Abbey”
“Game of Thrones”
“Homeland”
“House of Cards”
“Mr. Robot”
“The Americans”

Antes que fãs mais shiitas de “Game of Thrones” peçam A MINHA cabeça, vou explicar: A inglesa “Downton Abbey“, apesar de ser um dos shows mais aclamados pela crítica nos últimos tempos (e com razão, é foda!), nunca levou uma estatueta de melhor série dramática na história do show. Por ter entregue sua sexta e última temporada com a maestria habitual, provavelmente levará nesta categoria não somente pela atual temporada, mas por toda a série. O Emmy tem dessas. Eu vejo e piro em “Game of Thrones“, mas não acredito que leve a estatueta aqui este ano. E digo mais: se algum show pode passar a mão na provável estatueta dos ingleses, esse show atende pelo nome de “Mr. Robot” (PS: Só eu senti falta de “Sense8” e “UnREAL” aqui?).

MELHOR SÉRIE DE COMÉDIA
“Modern Family”
“Silicon Valley”
“Transparent”
“Unbreakable Kimmy Schmidt”
“Veep”
“Black-Ish”
“Master of None”

Tem indicado que parece brincadeira… “Kimmy Schmidt“? SÉRIO EMMY? Sifudê. Minha aposta para melhor série de comédia é para “Silicon Valley” porque li muito a respeito que atual temporada foi animal (e de quebra, pegava todo o público que ainda tava digerindo o episódio recém-exibido de “Game of Thrones“. MAS, minha torcida vai para “Master of None“! Puta indiano engraçado da porra!

Dúvida: Cadê “Orange Is The New Black“, Academia?? Se for apoiado na temporada anterior, ok… Agora se for na quarta temporada, NÃO! Honra a Poussey, porra!

MELHOR ATOR EM SÉRIE DRAMÁTICA
Kyle Chandler (“Bloodline”)
Bob Odenkirk (“Better Call Saul”)
Liev Schreiber (“Ray Donovan”)
Kevin Spacey (“House of Cards”)
Rami Malek (“Mr. Robot”)
Matthew Rhys (“The Americans”)

Honestamente, acho que o Kevin Spacey nem deveria concorrer de tão foda que ele está em “House of Cards“. Torço pelo veterano mas acredito que a estatueta vá para a revelação Rami Malek.

MELHOR ATRIZ EM SÉRIE DRAMÁTICA
Claire Danes (“Homeland”)
Viola Davis (“How to Get Away With Murder”)
Taraji P. Henson (“Empire”)
Tatiana Maslany (“Orphan Black”)
Keri Russel (“The Americans”)
Robin Wright (“House of Cards”)

Vale dobradinha? VALE! Aposto e torço para que Viola Davis seja premiada pelo segundo ano seguido por sua ridícula de boa Annelise “badass” Keating! Porém, se pesar o fato de série boa que entregou sua última temporada, o troféu fica com a multifacetada Tatiana Maslany na não menos excelente “Orphan Black“.

MELHOR ATOR COADJUVANTE EM SÉRIE DRAMÁTICA
Jonathan Banks (“Better Call Saul”)
Ben Mendelsohn (“Bloodline”)
Peter Dinklage (“Game Of Thrones”)
Kit Harington (“Game Of Thrones”)
Michael Kelly (“House Of Cards”)
Jon Voight (“Ray Donovan”)
Se falarmos da quinta temporada de “Game of Thrones”, daremos um prêmio “a altura” (trocadilho besta da porra): o talento do Peter Dinklage é 4 vezes que a altura do anão mais safado dos sete reinos! Se até matando o pai ele não levar a estatueta, quem vai soltar uns DRACARYS por aqui SOU EU! #Khaleeso
MELHOR ATRIZ COADJUVANTE EM SÉRIE DRAMÁTICA
Maura Tierney (“The Affair”)
Maggie Smith (“Downton Abbey”)
Lena Headey (“Game Of Thrones”)
Emilia Clarke (“Game Of Thrones”)
Maisie Williams (“Game Of Thrones”)
Constance Zimmer (“UnREAL”)
A veterana Maggie Smith não precisa de justificativas pra ser premiada, mas PUTAQUELOSPARÓSCA NEGÃO: Lady Violet é mito! E ainda tem o adendo da despedida da série… Caso alguma fatalidade do destino aconteça (#drama), voto na calculista Quinn de Constance Zimmer. Seja como for, é “realeza” na cabeça!
 MELHOR ATOR EM SÉRIE DE COMÉDIA
Anthony Anderson Blackish (“Black-ish”)
Aziz Ansari (“Master of None”)
Thomas Middleditch (“Sillicon Valley”)
Will Forte (“Last Man on Earth”)
William H. Macy (“Shameless”)
Jeffrey Tambor (“Transparent”)
Acredito que Jeffrey Tambor leve a estatueta pelo transex de “Transparent“. Acompanhei parte da primeira temporada mas abandonei porque, para uma série de comédia, não tem graça… Mas a interpretação do protagonista é animal mesmo. ENTRETANTO, torço pela “Master of None“do meu indiano favorito. ❤

MELHOR ATRIZ EM SÉRIE DE COMÉDIA
Tracee Ellis Ross (“Black-ish”)
Laurie Metcalf (“Getting On”)
Lily Tomlin (“Grace And Frankie”)
Amy Schumer (“Inside Amy Schumer”)
Julia Louis-Dreyfus (“Veep”)
Ellie Kemper (“Unbreakable Kimmy Schmidt”)

Eu aposto na Dreyfus mas torço pela Lily Tomlin por motivo de: a Frankie é muito amor! ❤

MELHOR ATOR COADJUVANTE EM SÉRIE DE COMÉDIA
Louie Anderson (“Baskets”)
Andre Braugher (“Brooklyn Nine-Nine”)
Keegan-Michael Key (“Key & Peele”)
Ty Burrell (“Modern Family”)
Tituss Burgess (“Unbreakable Kimmy Schmidt”)
Tony Hale (“Veep”)
Matt Walsh (“Veep”)
Essa voto “pelo todo” mesmo. O Phil de Ty Burrell é tipo o Sheldon de “The Big Bang Theory“: Merece o prêmio só por concorrer.
 MELHOR ATRIZ COADJUVANTE EM SÉRIE DE COMÉDIA
Niecy Nash (“Getting On”)
Allison Janney (“Mom”)
Kate McKinnon (“Saturday Night Live”)
Judith Light (“Transparent”)
Gaby Hoffmann (“Transparent”)
Anna Chlumsky (“Veep”)
Voto na Kate McKinnon, mas na verdade queria votar na atriz que interpretou a assassina pirada Lolly Whitehill em “Orange Is The New Black“!

MELHOR SÉRIE LIMITADA
“American Crime”
“Fargo”
“The Night Manager”
“People Vs OJ Simpson”
“Roots”

Assinada por Ryan Murphy, “American Crime Story: People Vs OJ Simpson” foi uma daquelas séries que assistia semana com um ódio crescente pelo protagonista cuzão se esvaindo do assassinato de sua mulher. Com um elenco extremamente competente em cima de um roteiro impecável, a retratação do “caso do século” entrou com louvor no hall de sucessos do criador de “Nip Tuck” e “American Horror Story“.

MELHOR FILME PARA A TV
“A Very Murry Christmas”
“All The Way”
“Confirmation”
“Luthor”
“Sherlock”

Filme com Kerry “Olivia Pope” Washington, este filme da HBO foi muito discutido este ano e acredito merecer a estatueta.

MELHOR ATOR EM SÉRIE LIMITADA OU FILME PARA A TV
Cuba Gooding Jr. (“The People vs. O.J. Simpson”)
Tom Hiddleston (“The Night Manager”)
Courtney B. Vance  (“The People vs. O.J. Simpson”)
Bryan Cranston (“Até o Fim”)
Benedict Cumberbatch (“Sherlock”)

Ainda enaltecendo o trabalho entregue por “The People Vs OJ Simpson”, o prêmio mais que merecido tem que parar nas mãos do marido de Angela Bassett que deu vida a outro cuzão: o Cochran! Puta que pariu, que ódio desse cara tentando justificar TUDO no caso como racismo. Deu tanta bronca que merece até prêmio, sifudê…

MELHOR ATRIZ EM SÉRIE LIMITADA OU FILME PARA A TV
Kirsten Dunst (“Fargo”)
Felicity Huffman (“American Crime”)
Audra McDonald (“Lady Day at Emerson’s Bar & Grill”)
Sarah Paulson (“The People vs. O.J. Simpson”)
Lily Taylor (“American Crime”)
Kerry Washington (“Confirmation”)

Apesar de fã do trabalho da Kerry Washington, CACETE: O que foi a Marcia Clark de Sarah Paulson? Quanto mais apanhava, mais erguida a cabeça ficava! Uma adaptação incrível de uma das maiores atrizes revelação dos últimos anos! Aliás, vocês conferem mais abaixo que ela também concorrem por seu papel em American Horror Story: Hotel“. TE METE!

MELHOR ATOR COADJUVANTE EM SÉRIE LIMITADA OU FILME PARA TV
Jesse Plemons (“Fargo”)
Bokeem Woodbine (“Fargo”)
Hugh Laurie (“The Night Manager”)
Sterling K. Brown (“The People v. O.J. Simpson”)
David Schwimmer (“The People v. O.J. Simpson”)
John Travolta (“The People v. O.J. Simpson”)
Tenho um carinho pelo David Schwimmer que vem da minha série favorita (“Friends“), mas não acredito que a interpretação do advogado Robert Kardashian tenha ficado legal a ponto de se premiar. E, na boa: indicaram o personagem do John Travolta?? SÓ PODE TÁ DE BRINCADEIRA! Sério, apostei comigo mesmo que em toda série que ela aparecia que ele começaria a rir! FOI RUIM ASSIM, VELHO! Voto no K. Brown como o promotor Darden, que também não foi brilhante, mas dente os candidatos…
 
MELHOR ATRIZ COADJUVANTE EM SÉRIE LIMITADA OU FILME PARA TV
Melissa Leo (“Até o Fim”)
Regina King (“American Crime”)
Sarah Paulson (“American Horror Story: Hotel”)
Kathy Bates (“American Horror Story: Hotel”)
Jean Smart (“Fargo”)
Olivia Colman (“The Night Manager”)
Voto na Sarah Paulson não só pelo personagem incrível, mas também pelo fato raro de encabeçar duas indicações para personagens tão opostos no mesmo ano!

MELHOR PROGRAMA DE VARIEDADES
“Comedians In Cars Getting Coffee”
“Jimmy Kimmel Live”
“Last Week Tonight”
“The Late Late Show Corden”
“Real Time Bill Maher”
“Tonight Show Fallow”

Este ano não tem pra ninguém: com o lançamento do seu “Karaoke Carpool“, o cara roubou atenção mundial e se destacou dirigindo e cantando ao lado de personalidades como Adele, Chris Martin, Red Hot Chilli Peppers e por aí vai… Merecido, se rolar! Pergunta: Cadê a Ellen, Academia? Vacilou ao não indicar, hein…

MELHOR REALITY SHOW
“The Amazing Race”
“American Ninja Warriors”
“Dancing With The Stars”
“Project Runway”
“Top Chef”
“The Voice”

Apesar do “American Ninja Warriors” ser uma doideira muito criativa, viro a cadeira pra outro show aqui…

MELHOR DIREÇÃO EM SÉRIE DRAMÁTICA
“Downton Abbey” (“Episode 9”)
“Game Of Thrones” (“Battle Of The Bastards”)
“Game Of Thrones” (“The Door”)
“Homeland” (“The Tradition Of Hospitality”)
“The Knick” (“This Is All We Are”)
“Ray Donovan” (“Exsuscito”)

O que foi esse episódio, senhoras e senhores??? Honestamente, o meu favorito da série! Aconteceu tanta coisa que é até difícil contabilizar… Ah “Game of Thrones“<3

MELHOR DIREÇÃO EM SÉRIE DE COMÉDIA
“Master Of None” (“Parents”)
“Silicon Valley” (“Daily Active Users”)
“Silicon Valley” (“Founder Friendly”)
“Transparent” (“Man On The Land”)
“Veep” (“Kissing Your Sister”)
“Veep” (“Morning After”)
“Veep” (“Mother”)

Voto e aposto nesse episódio que chorei de rir!! O Aziz é foda!!

O Emmy Awards 2016 vai ao ar dia 16 de Setembro, ao vivo, pela Warner Channel.

[MUSICA] Assista ao novo clipe do ONEREPUBLIC, “Wherever I Go”!

OneRepublic_Whereve_I_Go_Video_Clip_Music

“I know I can lie but I’m telling THE TRUUUUE…”

Após um longo período afastado dos holofotes, os caras do OneRepublic estão de volta! O sucessor do hitmaker “Native” (2013) teve seu primeiro single disponibilizado ao público semana passada e o clipe caiu na rede terça-feira (17), atingindo até o momento quase 1 milhão de visualizações!

Assista abaixo ao novo clipe, “Wherever I Go”:

[NEWS] Quer participar de uma experiência THE WALKING DEAD? Em Julho você pode!

CdrGlebW8AAUC0h

Que tal ser “devorado por zumbis” nas próximas férias?

A mais nova atração da Universal Studios de Hollywood baseia-se num dos seriados mais populares dos últimos tempos, The Walking Dead. Sua abertura está marcada para 04 de Julho, coincidindo o apocalipse zumbi com a comemoração do feriado norte-americano.

56e7050fe4b057086e1c8359_cv1A atração é uma versão permanente do passeio-labirinto que o parque costuma fazer anualmente durante o período de Halloween. A diferença, por se tratar de uma atração fixa na grade do parque, é que ela foi reimaginada e recriada pelos criadores do evento anual, acrescentando objetos reconhecíveis e locais do show tirados da própria série. Para deixar tudo ainda mais aterrorizante ainda, atores caracterizados/maquiados e caminhantes eletrônicos estarão espalhados pelo local.

A Universal lançou um novo vídeo dos bastidores oferecendo “a primeira dentada” em algumas das guloseimas – incluindo menina de bicicleta! – que os fãs poderão experimentar a partir de Julho:

O aterrorizante espetáculo tem sido construído numa nova estrutura personalizada a direita da entrada principal do parque e a apenas poucos passos de distância do mais novo empreendimento da Universal Studios Hollywood, o Mundo Mágico de Harry Potter, que abriu em Abril deste ano (2016).

[MUSICA] Confira o novo clipe de JUSTIN TIMBERLAKE!

Justin_Timberlake_Trolls_New_Song

Mas calma, ainda não é o comeback!

Na calada desta terça-feira (17), o cantor/ ator/ empresário/ quero-ser-quando-crescer Justin Timberlake lançou um clipe para a canção “Can’t Stop the Feeling“! A música foi disponibilizada nas principais plataformas de streaming com uma semana de antecedência e, desde então, figura entre as primeiras posições nos principais charts do mundo. Confira o video a seguir:

Entretanto, a canção (que é ótima, por sinal) não marcará retorno musical do cantor: ela entrará na trilha sonora da animação “Trolls“, lançada em breve pela Dreamworks(essa música não lembra a “Happy“, do Pharrell? Vale lembrar que ela também trilha sonora de outro longa da produtora – “Meu Malvado Favorito 2″). De qualquer forma, som novo desse cara nunca é demais!

[SERIES] AMÉM: Confira o trailer da série “O EXORCISTA”!

exorcista_2

Agora você terá um encontro com a Meghan toda semana. /o\

Por essa, ninguém esperava…! O canal norte-americano FOX lançou ontem (16) a promo de uma de suas novas – e aterrorizantes – apostas para a próxima temporada: O Exorcista (sim, é baseado no clássico cinematográfico de 1973)!

Confira a resenha da série, pelas palavras do Cine Pop:

Dirigido por Rupert Wyatt (‘Planeta dos Macacos: A Origem’), ‘O Exorcista’ é um thriller psicológico que acompanha dois padres muito diferentes que cuidam do caso de uma família que sofre de uma possessão demoníaca horrível. O padre Tomas Ortega (Alfonso Herrera, “Sense8”, “The Chosen”) é o novo rosto da Igreja Católica: progressivo, ambicioso e compassivo. Ele mora nos subúrbios de Chicago. Ele não tem ideia de que sua vida tranquila está prestes a mudar para sempre. Enquanto isso, do outro lado do mundo, um outro padre encontra-se trancado em uma luta de vida ou morte com o mal. O padre Marcus Brennan (Ben Daniels, ‘House of Cards’) é um moderno cavaleiro templário, um órfão criado desde a infância pelo Vaticano para fazer a guerra contra seus inimigos. O padre Marcus é tudo que o padre Tomas não é: implacável, abrasivo e totalmente consumido or sua sagrada missão. Eles logo são sugados pelo drama da família Rance, membros da paróquia de Tomas. Na superfície, eles são uma família normal, mas nem tudo é como parece nesta casa. O patriarca, Henry Rance (Alan Ruck) está enlouquecendo aos poucos. A filha mais velha, Katherine (Brianne Howe), tornou-se uma reclusa que se recusa a sair de seu quarto. Sua irmã mais nova, Casey (Hannah Kasulka), acha que ela está ouvindo barulhos estranhos vindos de dentro das paredes. E sua mãe Angela (Geena Davis) tem sido atormentada por pesadelos recorrentes, cada um mais assustador do que o anterior. Angela acredita que há algo na casa, uma presença demoníaca, cada vez mais forte a cada dia. Desesperada, ela implora ao Padre Tomas por ajuda. Separadamente, cada um enfrenta uma tarefa intransponível, mas juntos eles se tornam a única esperança contra uma força maligna que tem mobilizado durante séculos.

E se a história ainda não te convenceu, dá play na promo abaixo deste show que invadirá a telinha no início de 2017:

[SERIES] Série NASHVILLE é cancelada… mas nem tudo está perdido!

É isso mesmo que você leu!

Esta semana, o canal de TV norte americano ABC anunciou o cancelamento de alguns shows de sua grade. Um deles, foi o drama musical Nashville: Em sua atual 4ª temporada, a série que conta as histórias das cantoras country Rayna James e Juliette Barns recebeu a foice do cancelamento, deixando fãs e equipe do show extremamente preocupados, visto que não há um final gravado para a temporada que se encerra 25 de Maio. Além disso, revistas especializadas em seriados anunciaram semanas atrás que esta temporada terminaria com uma “bomba”, justificando a sequência para o ano seguinte do show.

Verdade seja dita: A série amarga audiência decrescente desde seu segundo ano e, mesmo gostando do show e do grande número de participações especiais, eu honestamente acreditava que a emissora manteria a série na grade até ela atingir syndication (uma série atinge este direito de ser exibida em plataformas de streaming após atingir 88 episódios; Curiosamente, Nashville encerrará  trabalhos (até o momento) com 87).

Diante da onda de reclamações online, a Lionsgate (produtora da série) se pronunciou com o seguinte tweet:

Nashville_Lionsgate

Isso significa que talvez a série retorne em outro canal/plataforma para uma temporada de despedida, ao menos. Vale lembrar que isso acontece com frequência e vou usar como exemplo a série The Killing, que foi cancelada em seu canal oficial e teve os direitos comprados pelo Netflix para uma temporada final, para encerrar dignamente o show. Honestamente, acho difícil a série “ser abraçada” devido seu alto custo de produção.

Atualmente, a série é exibida pelo canal ABC (Sony, no Brasil), possui 12 álbuns lançados (com colaborações de Christina Aguilera a Steven Tyler) e grande parte do elenco segue em turnê na América do Norte e Europa.