[FILME] Os Descendentes (“The Descendants”, 2011)

Elenco: George Clooney, Patricia Hastie, Judy Greer, Shailene Woodley, Amara Miller, Nick Krause, Matthew Lillard entre outros.
Diretor: Alexander Payne
Gênero: Drama

Ontem a noite, decidi encerrar o fim de semana com uma passada no cinema com minha namorada. Ao chegar, até rimos por já termos visto quase tudo que estava em cartaz (E o que não vimos ainda, já está no meu HD externo) mas, no fim, escolhemos um filme que apesar de ter curiosidade por saber como soaria, não supria grandes expectativas.

O advogado Matthew King (Clooney) passa pela pior fase de sua vida: Com a esposa Elizabeth (Hastie) em coma após bater a cabeça num acidente de barco, o havaiano precisará aprender a ser um pai presente para suas duas filhas (A incompreendida Scottie – vivida por Miller – e a rebelde Alexandra – vivida por Woodley) e fechar o negócio de um território inabitado no Hawaí. Por mais que a situação já pareça extrema, duas bombas estouram na vida do protagonista: Matthew descobre que sua esposa mantinha uma aventura amorosa bem debaixo de seu nariz a pouco mais de dois anos ao mesmo momento em que o médico lhe diz que não há mais o que fazer com a situação, além de desligar os aparelhos e levar o corpo a óbito.

Apesar do tema “traição” e “acidente” ser bastante trabalhado no cinema, é sempre legal quando alguém mistura estes dois temas e numa resultante diferente. O filme, apesar de triste, acerta nos momentos precisos de humor para quebrar a tensão ocasionada pela história principal. A maioria desses momentos são ocasionados por Sid (Krause), o amigo “noiado” de Alexandra.

Fico satisfeito em dizer que o filme é bom, apesar de apresentar temas pesados de maneira leve e deixar o cinéfilo com uma lição de moral sobre responsabilidades consigo e com o próximo. Vale lembrar que “Os Descendentes” venceu o Globo de Ouro nas categorias “Melhor filme drama” e “Melhor ator” (Clooney) e está na corrida pelo Oscar em 5 categorias, sendo: Melhor filme, direção, montagem, roteiro adaptado e melhor ator para o protagonista. Acredito que o filme é uma boa opção de entretenimento e convence como filme, mas acho bem difícil faturar alguma estatueta na premiação deste ano. De qualquer forma, vale muito a pena dar atenção a este filme.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s