[SERIES] CHICAGO FIRE: 1×01 – “Pilot”

Uma espécie de “Grey’s Anatomy” no corpo de bombeiros.

Uma das séries mais aguardadas da Fall Season teve seu episódio piloto liberado pela ABC a alguns dias e a curiosidade me levou a baixar o arquivo, ciente de que seriados sobre médicos e bombeiros saem aos montes toda temporada e é possível prever bem fácil como cada episódio terminará.

A história de “Chicago Hope” gira em torno da Brigada 51 do Corpo de Bombeiros de Chicago e tem como história central o embate pessoal entre os tenentes Matthew Casey (O Dr. Chase em “House”) e Kelly Severide (O Mason Lockwood em “Vampire Diares”) originado pela morte de um amigo de profissão morto em ação. Apesar de um acusar ao outro constantemente pela morte de Darden, quando o sino toca eles deixam as desavenças de lado e juntos unem forças para salvar pessoas do pesadelo que é um incêndio.

Dita a premissa, lá vem a ladainha: A série prometeu no piloto focar muito a vida pessoal dos bombeiros e da dupla feminina de resgate. Eu acho legal e creio que deve se desenvolver a intimidade de cada personagem ao longo do show, mas fazer um show destes profissionais em que “o fogo” é mero figurante é um baita erro! Se a série se focasse mais nos casos envolvendo incêndio (Ou situações que exigisse um profissional do tipo por perto) que na vida pessoal dos personagens, ganharia meu voto de cara. Logo de cara dá pra sacar que a paramédica Gabby Dawson arrasta uma asa pelo Matthew, este em “depressão” por ter se separado da noiva em resposta ao fato dela não querer engravidar de pronto. O Severide é o badass da Brigada e procura cutucar Casey como pode e provavelmente vai pegar a paramédica. A outra parte da dupla é Leslie Shay: Homossexual assumida, entrega medicamentos “na moita” para cessar dores físicas de Severide e provavelmente supre paixão enrustida pela parceira de ambulância. A chegada de Peter Mills para substituir Darden causa um incomodo inicial por parte da equipe, mas não durará pelo carisma e profissionalismo do cara. O episódio chega ao fim com grande parte dos bombeiros aguardando notícias na recepção do hospital que o veterano Christopher Herrmann foi levado após se acidentar num prédio em chamas.

Se você procura por um novo dramalhão para acompanhar, “Chicago Hope” é fogo na roupa (?). Agora se você procura AÇÃO de verdade,continue procurando: Aqui me provou que nem sempre onde há fumaça, há fogo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s