[SERIES] NASHVILLE : 1x 04 “We Live In Two Different Worlds”

Nashville’s going DOWN!

A semana não foi boa para a série, seja em audiência, seja em roteiro. Neste quarto episódio acompanhamos a repercussão do furto de Juliette Barns e fica claro, de uma vez por todas, que a loira é problemática mesmo. A relações públicas da cantora diz que ela terá que se retratar em rede nacional diante da ” família americana” e seus fãs para reduzi o estrago que o escorregão possa trazer para sua carreira em ascensão até então. De início e guiada pela teimosia, ela se nega e declara que deixará a história morrer por si própria mas com o cancelamento de sua turnê resultada pela retirada dos patrocinadores (Estes refugados pelo roubo e cobertos de razão afinal, quem quer veicular a imagem a algo negativo aos olhos da sociedade?), sua opinião muda e ela decide dar uma entrevista exclusiva ao programa matinal Good Morning America (O que no Brasil seria um “Hoje Em Dia” produzido pela Globo). É aí que a bosta fede: Ao ser questionada pela apresentadora sobre sua mãe alcoólatra, Barns levanta e abandona a entrevista no meio. Se antes a mídia já tinha o que falar, desenterrar o passado da cantora com certeza será o próximo passo. A tentativa de aproximação da mãe dela é de dar pena, mas só quem passa por essa situação sabe julgar de fato o quanto de dó e de nó deve ser distribuído.

É oficial: Rayna James deu no saco. Essa que tinha tudo pra ser uma protagonista de atitude tem se mostrado, episódio a episódio, um personagem fraco e facilmente esquecível. A trama da cantora neste episódio girou em torno de uma apresentação que fez para a campanha do marido no Country Club e, no backstage, rolou uma briga entre Deacon e Teddy sobre questões mal resolvidas do passado, geradas e alimentadas pelo pai de Rayna (Volto a dizer: O cara manda muito mal em cena. O circo pegando fogo e o velho com cara de “ri mas  não entendi” TODAS as cenas! Quando ele sobe ao palco pra anunciar o show da filha, torci pro Deacon dar-lhe AQUELA voadora. Não rolou, mas eu torci). Falando em Teddy, desvios financeiros não é o único segredo que o provável futuro prefeito de Nashville esconde: Um affair com uma antiga namorada é mais um fator que, se descoberto, destruirá a campanha e o casamento do marido de James. Ao fim, pareceu que Rayna cancelou a turnê que faria com Deacon e disse que “eles terminavam ali”. Porra, a tinha sonha a lá 50 Tons de Cinza com o cara e depois dá uma dessa? Sifudê.

O último núcleo do episódio foi o de Scarlett e Gunnar (Nome feio da porra): Eles conseguem um contrato grande após gravar a demo de “Fade Into You” para Wite White (Puta velho, olha esses nomes…) e passam o episódio inteiro conhecendo um estúdio com vários discos de ouro pendurados na parede. Lá surge o primeiro interesse amoroso de Gunnar depois de Scarlett, pela assistente da produtora do estúdio. O cara vai todo pimpão pra cima, fatura e depois faz graça sobre uma brincadeira envolvendo iogurtes dela (Nada sexual). Apesar de não perceber de fato, Scarlett começa a se ligar que anulou sua vida e sonhos até o momento pra priorizar as vontades do namorado c*zão, Avery. Desde o primeiro episódio dá pra se ligar que o cara é aproveitador e só tá com a cantora… por estar! Se gostasse de fato, ficaria feliz pelo fato das coisas darem certo para pelo menos um dos dois. É claro que o cara vai rodar e, na boa, que seja até o fim dessa temporada. O cara tem caráter tão duvidoso que até alguém tão sonso quanto Scarlett consegue enxergar. Veremos o que a parceria dela e Gunnar trará para a história que, segundo alguns gurus norte-americanos, pode encerrar atividades numa primeira temporada se continuar com a audiência kamikaze que tem apresentado até este quarto episódio.

Confira abaixo a promo do próximo episódio:

Anúncios

4 comentários em “[SERIES] NASHVILLE : 1x 04 “We Live In Two Different Worlds”

  1. Eitcha nós! Baixei o ep hoje, estava mais animada. Concordo com você sobre o Avery (por mais que uma das minhas músicas favoritas da série seja Twist of Barbwire). Ridículo a Rayna dar o fora no Deacon, mas deve ter sido necessário, já que o sonho foi ’50 shades of grey’, LOL. Manter o casamento.
    Essa coisa da Juliette roubar acho pouco pro ibope que parece ter tido. Sei lá, beleza, ela roubou, mas outros artistas fazem coisas ainda piores, LOL.
    De qualquer jeito, vou assistir, aí digo o que REALMENTE achei.

    Ah, e não acho a Rayna uma protagonista ruim. Acho que tem melhores, mas ela é massa =)

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s